segunda-feira, 19 de março de 2007

Sou Velha?

Você que já esteve no céu
Foi tudo divertido pra você?
Chega a hora então de provar tudo que existe
Tire agora os sapatos jogue tudo pro alto sinta o chão
Aprender a andar descalço num mundo de asfalto e sem coração
Até que o mundo gire ao seu redor
- O Mundo - Capital Inicial -

"Nossa, quantos anos você tem?"

Acho que eu nunca me senti tão velha na minha vida como hoje! Uma simples pergunta e eu me senti com a idade que eu me dou... algo bem mais que 50. Era aula de literatura e o professor citou algo sobre bobos da corte, se alguém tinha visto em filme, livro (e eu ia citar que tinha lido num livro) ou visto numa novela da globo "Que Rei Sou Eu?". Dai ele então riu e disse "ah vocês são novos pra essa novela, mas alguém se lembra?" e eu disse "sim". Uê, eu me lembro mesmo! Não de tudo, mas eu lembro da história e de algumas cenas. Sempre lembro da personagem da Dercy Gonçalves chegando numa carruagem, abrindo as pernas e falando um monte de palavrões...

Pronto! A menina que estava sentada ao meu lado arregalou os olhos - NOSSA, quantos anos você tem?
- Eu? Bem... eu tenho...
- Nossa... achei que fosse nova, essa novela é velha, nem eu lembro dela!
E eu fiquei com cara de /wah => X___X

Tudo bem, as vezes eu acho que eu sou rabugenta demais, sou antipatica demais, séria demais pra minha idade... mas poxa, assim também não! Me senti um "antediluviano", pensando que estava ficando velha pra muitas coisas mesmo. Uma sensação estranha de estar ali, e tudo mais. Na verdade foi horrível, e fiquei pensando se não havia projetado mesmo essa imagem minha demais.

Dai quando estava voltando, comentei com o Vitor - um menino lá do cursinho, e ele falou que me dava 18 anos, no máximo 19. Eu até sorri, achei que ele foi prudente, em vista que tinha passado já a minha idade pra ele. Depois achei graça, ele tem 17 anos, parece novo demais. Me senti velha demais novamente. Tenho que parar com isso ¬¬"

Em vários momentos eu me senti velha demais, mais do que precisava. As vezes eu via que era a mais velha no lugar. As vezes eu sei que sou a mais velha no lugar, como aqui em casa. As vezes eu penso demais nisso. Não porque desejo ser mais velha, mas porque eu me sinto velha em algumas ocasiões, e olha que eu tenho uma lembrança que trabalha preguiçosamente... Dai então eu penso nessas ocasiões e quando eu converso com o Samus, parecemos dois velhos... Pode ser que sejamos mesmo, quem vai saber se não nós mesmos?

Engraçado que eu não noto as pessoas falando isso. É um pensamento esquisito mesmo, quem pensaria coisas assim? Por que pensaria coisas assim?

Deusa, devo estar velha mesmo... não paro de questionar as coisas.

Mas depois de ter escutado isso, pensei que poderia mudar. Afinal, eu posso ter um espírito velho, mas não há necessidade que o corpo haja assim também. E eu posso pensar em coisas pra melhorar isso. Depois dessa, eu realmente tenho que melhorar alguma coisa mesmo...


Ainda estou um pouco melancólica, e por essa razão, eu não vou divagar sobre isso... quem sabe depois?

Na minha lista, o blog do tiu Pack - ^^ que eu adoro

Um comentário:

Priscilla Santos disse...

espera!!
vamos devagar. resolvi ler tudo de um gole só... caramba! faz tempo que não venho aqui, hein. perdi totalmente o costume de ler blogs..isso terá sdo bom ou ruim?
você pode imaginar o quanto é engraçado ver alguém pensando as mesmas coisas que pensou... tenho tentado resolver isso pensando que está todo mundo novo demais, ou m e relacionando só com pessoas mais velhas - ou melhor, da mesma idade que eu mas, afinal, Carola...desistamos. somos duas mulheres de espírito velho, e o que dibos vai poder curar isso. nada. é só ladeira a baixo.
vamos relaxar fazendo um tricô e tomando um chá (o meu com wisky, por favor).